Sunday, 01 March 2009 21:00

Livro: Todos sabiam - A Morte Anunciada do Padre Josimo

Written by
Rate this item
(0 votes)

Ele sabia mais que ninguém

Já se tem escrito muito acerca do Pe Josimo, sua causa, seu jeito, seu martírio e o processo que, a partir de sua morte, se desencadeou. Mesmo assim, este livro é novidade, pela abrangência com que trata o tema e pelo seu estilo de depoimento multíplice. Esses vários "grupos" que dão sua palavra ou seu silêncio, sua cara ou sua hipocrisia, configuram um tribunal singular.

É um livro testemunho.

Também é um livro conflitivo. Josimo e sua causa, sua vida e sua morte, dividem, fora e dentro da Igreja. Talvez como dividem Jesus e sua causa, sua vida e sua morte...

O próprio Josimo, aliás, foi ante tudo um testemunho e um conflito. Um testemunho de vida entregue ao Povo, radicalmente. A partir da fé e por vocação. Um testemunho da Igreja nova, encarnada nas alegrias e nas dores humanas, como queria o Vaticano II; fazendo da opção pelos pobres o paradigma pastoral, como pedia Medellín. Josimo foi consequentemente um padre da Teologia e da Pastoral da Libertação, das Comunidades Eclesiais de Base, da Bíblia nas mãos do povo, das pastorais sociais específicas – no seu caso, e paradigmaticamente, da CPT, a Comissão Pastoral da Terra. Essa CPT que ele amou e assimilou e potencializou com sua ação e finalmente com seu sangue! Na escadaria da CPT foi dar a vida...

Um conflito também foi a vida de Josimo. O povo o recorda como alegre, violão na mão e canto na boca, amigo das crianças, colega comunicativo... Pode ser recordado também com os seus intermitentes silêncios, aquele olhar embaçado de uma tristeza à espera, angustiado pelos problemas candentes do seu dia a dia pastoral, pelas ameaças que o cercavam, como uma cachorrada enfurecida, e pelas crises interiores, humaníssimas, entre o coração e a vocação sacerdotal, entre o povo e certa Igreja, entre o juvenil amor à vida –"não quero morrer!"- e o amor maior, capaz de dar a vida, como a deu.

Por essa condição de testemunho e conflito, muitos e muitas temos encontrado em Josimo um exemplo eficaz, um estímulo caseiro. O Povo da Terra e a CPT, mais concretamente, têm feito dele seu profeta próximo, seu mártir indiscutível.

Três capítulos do livro – 3, 4 e 5 – definem a vida de Josimo: ser padre, lutar pela Terra com o Povo da Terra, edificar a Igreja dos Pobres. Conflitivamente, teimosamente, com uma radicalidade que pareceria até fatalista às vezes, não fosse a luz, o motivo, a Companhia maiores, o levavam por esse caminho tão evangelicamente correto. "Morro por uma causa justa," deixou dito naquele testemunho, que é uma das mais comoventes páginas de nossos mártires latino-americanos. Ele entendeu à risca que sua Causa - a Causa de Jesus e de seus Pobres - valia mais que a sua vida!

Este livro de Binka Le Breton se intitula TODOS SABIAM: A Morte Anunciada do Padre Josimo. Ele sabia mais que ninguém. E aí reside a exemplaridade questionadora dessa vida jovem, dessa atividade pastoral coerente: assumir, não fugir, não justificar certas prudências, exercer aquela pastoral "do acompanhamento" que propugnava Dom Romero e que também a ele o levou ao martírio, agora faz 20 históricos anos. Josimo vinha do Povo, da Pobreza, da mãe lavadeira. E com o Povo seguiu sempre, sem se deixar "desclassar" pelo status eclesiástico, sem se intimidar pelo poder dos inimigos do Povo.

O livro chega numa hora muito oportuna. De Jubileu para o mundo cristão. Dentro dos "outros 500" para o Brasil consciente. Quando, por outra parte, há tantos incentivos que convocam, em nome da pós-modernidade e do espiritualismo, a uma pastoral "concordada", sem conflitos, light. Querem-nos tirar a memória, jogar terra encima do sangue que clama, regressar-nos às sacristias do des-compromisso social.

Esse menino padre, negro militante, Povo e Evangelho, conflito e fidelidade, pode nos devolver a dura, teimosa,inquebrantável alegria de lutar pela Terra Prometida na terra que, para ele, ressuscitado, já é Terra gloriosa no céu.

Pedro Casaldáliga
Velho amigo do Josimo também.
São Félix do Araguaia, 25/02/2000

Livro de Binka Le Breton

Clique aqui e confira a íntegra da obra.

Read 477 times Last modified on Saturday, 30 May 2015 14:58

Apoio